LARGO GENERAL HUMBERTO DELGADO (Vulgo Rossio de S. Sebastião)

segunda-feira, 14 de maio de 2012







Memórias da História - Município prestou homenagens em sessão solene
O Município de Torres Novas entregou ontem, dia 13 de maio, no Teatro Virgínia, dezasseis medalhas de mérito a personalidades e entidades ilustres do concelho.

A entrega das distinções esteve a cargo do presidente da Assembleia Municipal, do presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, do vice-presidente da câmara e dos vereadores Manuela Pinheiro, Mário Mota, Paulo Tojo e Vítor Antunes.

A Medalha de Mérito Municipal da Cultura foi entregue ao Teatro da Meia Via, à Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense e ao Grupo «As Camponesas de Riachos» pela sua promoção das artes e das tradições.

Na área da Economia foram distinguidos o Dr. José Eduardo Carvalho (presidente da AIP – Associação Industrial Portuguesa e ex-presidente do Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém) e a empresa Digidelta, sedeada em Torres Novas mas presente em Espanha, Brasil, Angola e Emirados Árabes Unidos.

A Medalha de Mérito Municipal do Desporto foram entregues a Joaquim Matias Pedro, José Júlio Ferreira e a Manuel Piranga Faria pelo seu reconhecido trabalho em prol do associativismo.

Agostinho Neves Anastácio viu o seu trabalho ao serviço do Município ser galardoado com a Medalha de Mérito Municipal da Administração.

Na vertente de Benemerência, as distinções couberam à Conferência de São Vicente de Paulo, ao Sr. Padre Carlos Ramos, à Dr.ª Corina Grácio Lopes, ao Sr. Padre Fernando Augusto e ao Montepio N.ª Sr.ª da Nazaré.

A Medalha de Honra do Município foi entregue a Joaquim Rodrigues Bicho e, a título póstumo, ao General Manuel António Vassallo e Silva.

O presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Dr. António Rodrigues destacou: «Faz parte do saber estar na vida política agradecer, dizer obrigado àqueles que, de uma forma ou de outra, contribuíram para o desenvolvimento da nossa terra.» Defendendo que Torres Novas é um concelho com identidade, que fez história, onde imperam valores como a solidariedade, o empenho no associativismo, a entreajuda, a dedicação a causas nobres, o empreendedorismo e a preservação da cultura e da tradição, António Rodrigues enalteceu o trabalho desenvolvido por cada um dos homenageados que, nas suas respetivas áreas, souberam sempre lutar contra as adversidades e ultrapassar obstáculos.

O hino nacional, tocado pela Banda Operária Torrejana, encerrou a cerimónia. 


Distinções:
Medalha de Honra do Município:
Joaquim Rodrigues Bicho - pela sua dedicação à causa pública, pelo muito que vem dando ao concelho no âmbito da investigação, do registo e publicação sobre o património cultural, histórico e etnográfico local, não esquecendo ainda o seu importante papel social, enquanto agente conciliador na comunidade onde se insere.

General Manuel António Vassalo e Silva (a título póstumo) - pela dignidade do seu exemplo de humanitarismo, ainda hoje amplamente reconhecido pelas populações das antigas possessões portuguesas na Índia. Soube dignificar a dimensão humana, prestigiar o país, bem como a sua terra natal.


Medalha de Mérito Municipal do Desporto:Joaquim Matias Pedro - pelo seu exemplo de voluntarismo e amor à terra, refletidos no acompanhamento que sempre deu ao associativismo, em particular o desportivo.

José Júlio Ferreira - pelo seu exemplo de voluntarismo e dedicação à terra, contribuindo decisivamente para o desenvolvimento do seu associativismo.

Manuel Piranga Faria - por constituir um exemplo de generosidade e dedicação às causas sociais e no apoio e participação ativa na vida política e desportiva do concelho.


Medalha de Mérito Municipal da Benemerência:Padre Carlos Alberto Ramos Dias – por ter sido o grande responsável pela preservação de parte importante do edificado religioso do centro histórico da cidade, primando sempre pelas melhores relações com os agentes locais, e assumindo o Município como parceiro privilegiado na captação dos apoios comunitários e, também, na articulação da sua obra sobre aquele património, bem como pela sua ímpar capacidade de entrosamento e mobilização da comunidade para o bem comum.

Padre Fernando Augusto Mendes Gonçalves - pela capacidade de liderança e poder congregador junto da sua comunidade, capaz de viabilizar, assim, a reabilitação e criação de equipamentos na vila de Riachos, ao serviço da sua população.

Corina Maria Grácio Maia Brites Lopes - pela abnegação, espírito de sacrifício e dedicação que sempre prestou às inúmeras causas sociais com que se depara, é, pois, merecedora de público reconhecimento através da Medalha de Mérito Municipal de Benemerência.

Conferência São Vicente de Paulo - pelo conforto e acompanhamento aos mais carenciados do concelho, minimizando as suas dificuldades.

Montepio Nossa Senhora da Nazaré - pelo papel fundamental na prestação de cuidados médicos à comunidade, viabilizando uma assistência alargada e solidária, potenciada e planeada em economia de escala.


Medalha de Mérito Municipal da Economia:José Eduardo Marcelino Carvalho – pelo papel de liderança e contributo no reforço da dinâmica empresarial de Torres Novas, em particular, e da região.

Digidelta – pelo exemplo de empreendedorismo, capacidade de gerar emprego e dinamizar o sector empresarial local, sendo hoje o resultado de uma equipa experiente, liderada por um jovem empresário.


Medalha de Mérito Municipal da Administração:Agostinho das Neves Anastácio - pelo exemplo de humildade e dignidade de quem sempre trabalhou com absoluta disponibilidade e voluntarismo.


Medalha de Mérito Municipal da Cultura:Teatro Meia Via – Associação Cultural de Torres Novas – por ser, enquanto agente cultural, esforçado e constante, representando e dignificando o concelho a nível nacional.

Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense - pelo importante papel social que representa junto da juventude, acompanhando-a e propondo orientações propícias ao seu bom desenvolvimento na cidadania.

Grupo «As Camponesas» de Riachos - por constituírem a expressão atual da vida rural, do homem e da mulher do campo, promovendo o vestuário e os cantares daquele quotidiano e, assim, levando a cultura local a todo o país.

Sem comentários:

Enviar um comentário